A educação financeira é fundamental para que seja possível lidar adequadamente com as finanças. Somente assim será possível administrar o seu dinheiro, possibilitando que você tenha uma vida financeira saudável. Porém, na prática, isso não é uma tarefa tão simples assim.

Para algumas pessoas, lidar com as finanças parece ser algo complicado. Isso faz com que elas não consigam guardar dinheiro de forma apropriada, gastando tudo o que ganham.

Em alguns casos, não é a quantidade de dinheiro que se ganha que importa, pois existem muitas pessoas que ganham muito, mas não tem uma boa qualidade de vida, por gastar demasiadamente. Assim, o que realmente importa é a forma como você administra o seu dinheiro.

Dicas para manter sua saúde financeira (foto: Divulgação/Google)
Dicas para manter sua saúde financeira (foto: Divulgação/Google)

Pensando nisso, separamos algumas dicas de educação financeira que podem contribuir para que as pessoas passem a lidar melhor com o próprio dinheiro, evitando problemas e, principalmente, conseguir ter uma melhor saúde financeira.

Veja o que você pode fazer para controlar seus gastos, guardando dinheiro e estando preparado para o futuro. Tudo isso somente será possível com um bom controle de suas finanças.

Cuidado com o cartão

Essa é uma das principais dicas para os brasileiros, afinal, muitas pessoas ainda não conseguem lidar adequadamente com os cartões. E essa dica serve tanto para os cartões de crédito quanto para os cartões de débito. Por isso, veja como você pode se cuidar.

Cartões de crédito: Eles são os principais inimigos da boa saúde financeira. Afinal, é justamente por causa da má administração do cartão de crédito que as pessoas se afundam em dívidas. Por isso, tenha muito cuidado com as suas compras nesse cartão, fique de olho na sua fatura e, principalmente, evite parcelar o pagamento da fatura (ou atrasar o mesmo).

Cartão de débito: Apesar de não ser tão perigoso como o cartão de crédito, o débito traz um grande problema. Muitas vezes, as pessoas acabam gastando mais, somente porque vão comprar com o cartão. Se elas fossem comprar com o dinheiro, não iriam gastar tanto. Por isso, tente pagar no dinheiro, evitando os cartões.

Lembre-se: Dinheiro precisa ser administrado

Tenha em mente que o dinheiro também precisa ser administrado. Ou seja, você precisa fazer contas a respeito das suas despesas, além de contabilizar todos os seus ganhos. Tente descobrir como você anda gastando o seu dinheiro e procure maneiras de diminuir os seus gastos.

Cuidado com o seu padrão de vida

Uma ótima dica dos investidores é em relação ao padrão de vida. No geral, as pessoas que vivem em um padrão de vida abaixo do que poderiam viver, acabam sendo as que conseguem realmente guardar dinheiro, ter uma melhor reserva financeira e, principalmente, ter uma melhor qualidade de vida.

Pois, ter um padrão de vida abaixo do que poderia, significa que você não irá morar no lugar mais caro, ter sempre um carro novo e frequentar os lugares mais caros (por mais que você tenha condições para isso).

Dessa forma, por mais que você tenha possibilidade de fazer, você poderá evitar, para cuidar melhor do seu dinheiro, evitando gastos desnecessários.

Evite as dívidas

As dívidas são os piores problemas da maioria dos brasileiros. O problema é que, ao entrar em uma dívida, passa a ser muito difícil sair. Por isso, tome muito cuidado com as dívidas de cartão de crédito, com as contas atrasadas e, principalmente, tenha cuidado ao realizar um empréstimo.

Na maioria dos casos o empréstimo não é uma saída interessante, pois pode trazer muitos problemas para as pessoas. Por isso, tente evita-lo ao máximo. Assim você também estará evitando problemas financeiros.

Foque nos investimentos

Quem deseja ter uma boa qualidade de vida, principalmente quando se trata de saúde das finanças, passa a ser preciso focar os esforços para fazer bons investimentos financeiros, que possam trazer benefícios em longo prazo. Assim, será possível viver bem com os resultados desses investimentos.

Para isso, é preciso conhecer a respeito dos tipos de investimento, como por exemplo, os investimentos em títulos de Renda Fixa, como CDB (Certificado de Depósito Bancário), LCI e LCA (Letra de Crédito Imobiliário e Letra de Crédito do Agronegócio, respectivamente) e Tesouro Direto.

Esses investimentos são para os conversadores, que procuram ter rentabilidade em longo prazo. Para quem realmente deseja ter resultados mais rápidos, com perfil menos conservador, há também os investimentos em ações ou operação de contratos futuros na Bolsa de Valores.

As reservas são necessárias

Deixar dinheiro na poupança não é visto como um investimento. Afinal, a rentabilidade baixa, acaba fazendo com que não seja interessante para os investidores ou pessoas que desejam fazer com que o dinheiro trabalhe para eles.

Mas, mesmo assim, passa a ser necessário ter uma reserva de dinheiro na poupança para que você não passe por apertos. Afinal, os imprevistos acontecem com todo mundo.

Dessa maneira, é aconselhável que você faça um cálculo a respeito de quanto é o seu gasto mensal atual (ou seja, quanto você precisa para passar o mês). E então, fazer uma reserva para que você possa viver, pelo menos 6 meses, sem receber salário. Assim, se algo acontecer, você terá um tempo para se organizar.

Com essas dicas, passa a ser mais fácil entender sobre finanças e, principalmente, ter uma vida financeira mais saudável. Independente de quanto você ganhe, a sua vida não vai melhorar se você ganhar mais. Ela vai melhorar apenas se você passar a administrar o seu dinheiro de forma consciente.

Planejamento financeiro FÁCIL

DICAS FINANCEIRAS que mudarão SUA MENTE

Artigo anteriorModelos de Casas Decoradas
Próximo artigoGreen Coffee
Empresária - CO-Fundadora do grupo JGMC somos especializados em produção de conteúdo, mais informações no site: https://jgmc.tech

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui