Mais médicos
Brasília (DF), 20/03/2023 – O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, participa de anúncio da retomada do programa Mais Médicos para o Brasil.

O Governo Federal anunciou a retomada do programa Mais Médicos em uma cerimônia realizada no Palácio do Planalto nesta segunda-feira (20). 

O programa, agora chamado de Mais Médicos para o Brasil, contará com a criação de 15 mil novas vagas e incluirá outras áreas da saúde, como dentistas, enfermeiros e assistentes sociais. Profissionais brasileiros terão prioridade na seleção.

Para este ano, serão abertas 5 mil vagas através de edital em março, enquanto as outras 10 mil serão oferecidas com a contrapartida dos municípios. 

O formato visa garantir um menor custo às prefeituras, maior agilidade na reposição do profissional e condições para a permanência dos mesmos nas localidades. A União investirá R$ 712 milhões apenas em 2023.

Durante a cerimônia, a ministra da Saúde, Nísia Teixeira, enfatizou a importância do programa. Classificando-o como essencial para o Sistema Único de Saúde (SUS) e para a sociedade brasileira. 

Governo comprometido com o Mais Médicos

O Governo Federal está comprometido em fortalecer o programa e garantir o acesso aos serviços de saúde em todo o país.

Durante a cerimônia, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva enalteceu o sucesso excepcional do programa Mais Médicos. Afirmando que o povo pobre recebeu um tratamento sem precedentes após sua implementação. 

Lula também lembrou das críticas relacionadas à chegada de médicos cubanos no país na época e se desculpou com os profissionais.

Ele destacou a importância do programa ao ressaltar que a maioria das pessoas pobres do país ainda morre sem atendimento médico adequado.

A ausência de um médico é uma realidade para aqueles que moram na periferia das grandes cidades. Uu em cidades pequenas no interior. Onde uma pequena dor de cabeça pode se transformar em algo fatal pela falta de assistência médica.

Como o programa mais médicos surgiu?

O programa Mais Médicos foi criado em 2013 pelo governo federal brasileiro em resposta à necessidade de melhorar o acesso aos serviços de saúde nas regiões mais remotas e carentes do país. 

A iniciativa surgiu diante da carência de profissionais de saúde. Especialmente médicos, em diversas áreas do país. E também em decorrência da dificuldade de fixação desses profissionais em regiões com menor infraestrutura e recursos.

Inicialmente, o programa contou com a participação de médicos brasileiros e estrangeiros. Principalmente cubanos, que foram contratados para atuar em áreas carentes do país. 

Além da contratação de novos profissionais. O programa também previu a reestruturação da formação médica. E a ampliação do número de vagas em cursos de medicina e residência médica em todo o país. 

O objetivo era melhorar a qualidade e a efetividade dos serviços de saúde prestados à população.

Mais médicos

Quais os benefícios desse programa para os brasileiros?

O programa Mais Médicos trouxe diversos benefícios para a população brasileira. Especialmente para as regiões mais carentes e remotas do país. Entre os principais benefícios, podemos destacar:

Aumento do acesso à saúde: com a presença de mais médicos em áreas carentes e remotas. A população passou a ter maior acesso a serviços de saúde de qualidade e com mais facilidade.

Diminuição da mortalidade infantil: o programa contribuiu para a redução da mortalidade infantil em regiões onde havia escassez de médicos. Já que muitos casos de doenças e complicações puderam ser diagnosticados e tratados precocemente.

Melhoria da qualidade dos serviços de saúde: a presença de mais médicos nas áreas carentes e remotas do país também contribuiu para a melhoria da qualidade dos serviços de saúde prestados à população. Já que esses profissionais puderam diagnosticar e tratar doenças com mais efetividade.

Fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS): o programa Mais Médicos também contribuiu para o fortalecimento do SUS. Ao promover ações voltadas para a melhoria do acesso e da qualidade dos serviços de saúde prestados à população mais carente.

Formação de novos profissionais: o programa também previu a ampliação do número de vagas em cursos de medicina e residência médica em todo o país. O que contribuiu para a formação de novos profissionais e a melhoria da qualidade da formação médica no Brasil.

Mais médicos

Críticas e desafios

O programa Mais Médicos relançado pelo governo federal tem enfrentado críticas de diferentes setores da sociedade. Entre as principais críticas estão:

Insegurança jurídica: a medida provisória que criou o novo programa Mais Médicos está sendo questionada na Justiça. O que gera insegurança jurídica e pode prejudicar a implementação do programa.

Desvalorização dos profissionais brasileiros: a medida provisória prevê a contratação de médicos estrangeiros para atuar no programa. O que tem sido criticado por entidades médicas e por parte da sociedade civil. Que argumentam que essa medida desvaloriza os profissionais brasileiros.

Falta de infraestrutura: o programa enfrenta o desafio de fornecer infraestrutura adequada para os profissionais atuarem nas áreas mais carentes do país. Como transporte, alimentação e moradia.

Dificuldade na fixação dos profissionais: outro desafio é garantir que os profissionais contratados pelo programa permaneçam nas áreas mais carentes do país. Por um período suficiente para garantir o atendimento à população.

Críticas à qualidade da formação dos médicos estrangeiros: outra crítica recorrente ao programa é a qualidade da formação dos médicos estrangeiros contratados. Especialmente os formados em Cuba.

Para implementar com sucesso o novo programa Mais Médicos. É preciso enfrentar esses desafios e superar as críticas, garantindo a valorização dos profissionais brasileiros.

A infraestrutura necessária para o bom funcionamento do programa e o atendimento adequado à população carente. Também é preciso estabelecer mecanismos de fixação dos profissionais nas áreas mais carentes. E garantir a qualidade da formação dos médicos estrangeiros.

Curving: o que é e como lidar com ele em um relacionamento.

Artigo anteriorDemência: conheça a doença que afetou Bruce Willis
Próximo artigoAnvisa permite o retorno das vendas de 934 pomadas capilares
Hanna Cortês, redatora e copywriter. Especializada em criar conteúdos envolventes para diversas marcas e blogs, ajuda empresas a atingirem objetivos de comunicação de forma criativa e impactante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui