Estima-se que quase 2 % da população mundial sofra com o transtorno, que atinge mais as mulheres. Uso excessivo de filtros nas redes sociais contribui para que jovens e mulheres desenvolvam inseguranças com os seus corpos

Estima-se que quase 2 % da população mundial sofra com o transtorno, que atinge mais as mulheres. Foto de Antonius Ferret

Primeiramente definir o conceito de beleza não é uma tarefa fácil. Antes de tudo a palavra beleza vem do latim “bellus”, isto é aquilo que significa lindo e encantador. De acordo com o dicionário Houaiss, o belo se traduz como algo ou forma agradável, capaz de despertar uma sensação de prazer e admiração.

Entretanto, os anos passaram, e juntamente com ele o conceito e os padrões de beleza foram se alterando, conforme a realidade e a cultura de cada país. Do mesmo modo com o advento da tecnologia, e o uso de redes sociais pelos mais jovens, ao mesmo tempo começou a explodir o número de casos de Transtorno do Transtorno Dismórfico Corporal (TDC).

O que é o Transtorno Dismórfico Corporal

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBPC), define o TDC como sendo uma preocupação exagerada com a aparência. Ainda mais porque os portadores deste transtorno dão atenção a críticas aos seus corpos, gerando uma sensação de insegurança e insatisfação com os seus próprios corpos

Quais as causas do TDC?

Conforme levantamento feito pelo IBGE na Pesquisa Nacional de Saúde Escolar (PENSE),  feita pelo IBGE, revelou que em 2019, mais de 23 % das meninas entre 13 a 17 anos, estavam insatisfeitas com sua imagem corporal. Nesse sentido o transtorno de imagem possui origem genética, mas, essa condição pode ser agravada devido a fatores ambientais, especialmente diante  o uso excessivo de filtros nas redes sociais.

Quais os principais sintomas?

Assim como outros transtornos de ansiedade, os principais sintomas do TDC são pessoas com ansiedade, perfeccionistas, insegurança com a autoestima, introspecção e por fim uma tristeza profunda, além de uma obsessão ao querer fazer procedimentos estéticos para resolver os seus problemas com o corpo.

Como funciona o diagnóstico e o  tratamento?

Por outro lado o diagnóstico do transtorno de imagem é feito com ajuda de um profissional psiquiatra ou também por um psicoterapeuta que serão responsáveis por descobrir as causas do problema, e ao mesmo se está associada a outras condições, para tomar as melhores decisões para tratar o caso do paciente tais como ansiedade e ainda a depressão.

Ele pode ser feito no Sistema Público de Saúde (SUS), por meio dos Centros de Apoio Psicossocial (CAPS), confira o link no final do texto da página do Ministério da Saúde, e saiba como encontrar a unidade mais próxima da sua cidade.

Portanto é essencial que além de buscar ajuda médica é fundamental que o paciente aceite também receber a ajuda, para acabar com essa insatisfação constante. Ao mesmo tempo, consiga saber lidar com as críticas. Principalmente porque uma cultura não se muda da noite para o dia, todavia, aprendo a trabalhar o seu emocional você saberá filtrar essas pressões e assim evitará desenvolver a doença.

Saiba como encontrar uma unidade do CAPS mais próxima na sua cidade

Artigo anteriorVeja dicas para melhorar as finanças em 2023
Próximo artigoConheça 5 alternativas de redes sociais em 2023
Empresária - CO-Fundadora do grupo JGMC somos especializados em produção de conteúdo, mais informações no site: https://jgmc.tech

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui